FotoPoesia

Pra Se Viver

Máscaras de Pierrot. Foto: Laila Guedes

Me embriago de coragem
Pra enganar a minha razão
Pois nessa solidão
Não dá pra se viver

Eu sei sim
Seus intentos irão me trair
Todos são assim
Só querem me usar pra ser feliz

Minha loucura
É o meu melhor
Minha mania
É o meu pior

A dúvida me persegue
Num vazio cheio de lamentos
E a certeza me condena
Por esquecer dos nossos momentos

Cortei meus pulsos
Pra fazer jorrar segredos de minha alma
Já que acostumei minhas lágrimas
A congelar antes de chegar aos olhos

Confesso que já me entreguei ao desespero
Sua tolice não deixa ver
O meu tamanho real
Mas de quem é a culpa?
Nem eu mesma sou o que sou
Pois ainda estou nessa guerra
Do que sou
E do que devo ser

Os dias reais não servem pra se viver
Prefiro morrer me escondendo
Mesmo sabendo que isso irá matar
Alguém que nem tive tempo de revelar