Sentimentos Cotidianos

Peço Perdão por Tudo

Hoje eu vim aqui pedir perdão. Por todas as vezes que a gente erra querendo acertar. Pelas palavras brutas ditas no calor da emoção, aquelas que falamos muitas vezes sem pensar. Por te magoar, por ser precipitada, por entender errado. Perdão por não ser aquela pessoa que imaginou. Por não fazer as mesmas escolhas que as suas. Por pensar e agir diferente que você. Perdão pelos julgamentos e difamação. Pelos desejos ruins e pensamentos negativos. Pela cegueira, distração, pelo mal entendido, perdão por todas as vezes que achamos que estamos certos. E que sempre o outro é o culpado e na verdade, muitas vezes somos nós mesmos que agimos errado.

A igreja e a cruz. Foto: Laila Guedes

Perdão porque deveríamos amar o próximo como a si mesmo. Amar sem pedir nada em trocar. Doar sem querer receber nada. Fazer sem esperar que façam o mesmo. Perdão por todas as falhas, por não ser suficiente. Pelas preocupações sem necessidade, por proteger demais, por querer sempre o melhor. Perdão pela incapacidade de te compreender, aceitar, pela falta de respeito, pelo preconceito. Por todas as injustiças, por todos os atos de covardia.

Perdão pelos meus pensamentos que procura sentido à espera do perfeito. Pelo meu olhar que cutuca os seus defeitos. Perdão pela ingratidão, por não voltar atrás e ainda tentar justificar os próprios erros. Pela imaturidade e falta de sabedoria. Perdão por ser tão pequena, e fraca algumas vezes. Por não saber controlar as emoções, inquietações, orgulho, frustrações, medos, inseguranças. Por algumas vezes olhar só pra mim, e deixar de te enxergar. Perdão por não estender a mão, por faltar com a verdade, por falar bobagens.

Por ser essa vil pecadora, peço-lhe humildemente perdão por tudo… Peço perdão à todos, à você, e principalmente, peço perdão a mim.

* Pra ficar ainda melhor escute a canção “Noites Traiçoeiras”.