Sentimentos Cotidianos

Mergulho Profundo

Nos braços do cio eu me deito, na sua cama interior, nua e crua, derramando segredos que não sei dizer. Fico acordada te observando, sentindo a sutileza do silêncio. E você parece tão, tão misterioso. Não sei se consegue ver, mas estou bem perto de me entregar naturalmente. Esse seu jeito de amar deixa a sua alma mais perto da minha.

Laila Guedes sensual.

Sou cada vez menos daqui e mais de mim. Cada vez mais o que sinto e eu sinto tudo aqui dentro. Cada vez mais eu e menos os outros, por aí, não estou mais nem aí, se eu sinto tudo aqui dentro. Minhas roupas jogadas no chão ao lado das suas beirando o querer, aguando, desejando as curvas do cio, velando esse nosso instante.

Já não sinto mais as lágrimas em nossos olhos desde o dia que secamos a dor profunda em nossos corações. Porque é tão difícil esconder o que sentimos? Todos esses anos sabemos que pertencemos um ao outro. Esse seu modo de respirar sensualidade me faz querer ainda mais. Dormiria ao seu lado até o fim, juntos de olhos fechados em sono profundo. E você parece tão, tão próximo a mim. Eu simplesmente estou encantada com seu jeito. De tão profundamente mergulhada no seu íntimo, não percebo o tempo passar. Fico durante horas encostada no teu peito na espera doce do seu despertar.

Aqui, na beira do cio, sinto uma leveza. Sinto que há algo no ar. Quando a verdade nos cala, sentimos a delicadeza do nosso silêncio. Mergulho no mundo, na imensidão do profundo, que há em mim, que há em você, que há em nós. Sinto você aqui dentro de mim toda vez que eu mergulho num gozo profundo. Vem vindo, vem, um vai e vem. Sinto o cheiro do cio.

* Pra ficar ainda melhor escute a canção “Sexual Religion.