Sentimentos Cotidianos

Estranho

Estranho é o que tem entre eu e você. Estranho é como eu me sinto e o que sinto é inexplicável demais pra caber no entendimento. Estranho é sentir saudade de uma boca que nunca beijei, de uma pele que nunca toquei, de um sorriso que me traz alegria só em lembrar. Parece não fazer sentido eu sei. É tão difícil deixar pra trás e fingir não sentir tudo isso que estou sentindo. O mais estranho é inventar motivos pra não te ver, criar uma distância imensa pra desencorajar você.

triple-trees

Chego do trabalho, tiro a camisa, abro a janela e sinto um vento estranho atravessar meu peito. Eu estou só, mas não me sinto solitário. Eu fico durante horas jogado na minha cama imaginária, imerso numa infinidade de sentimentos confusos. É estranho olhar para o lado e não te ver dormindo. Sinto uma vida quase vida. Eu não estou bem eu sei. Não é um problema, não é algo que só existe dentro de mim, não é superficial, nem vazio, nem virtual. Eu apenas não sei como explicar.

Eu não te conheço muito bem, acho que você é mais do que imagino. E na verdade não quero admitir para mim mesmo a incapacidade de mudar o que me impedi de amar. Toda vez que vejo o destino brincar com a gente, eu fico sem saber o que fazer. Estou estranho eu sei. Eu quero você, mas talvez, involuntariamente me afaste com medo de magoar e ser magoado. De uns tempos pra cá tenho sentido medos bobos que nunca imaginei que poderia sentir. E quando eu fico assim simplesmente não sei como dizer, não sei o que fazer, eu tento esconder, como se isso fosse possível. Eu não sei lidar com os meus sentimentos.

Me sinto estranho saindo com outra pessoa que não seja você. É injusto eu sei, jamais saberemos o que poderíamos ter sido. Mas talvez eu esteja esperando você dizer as palavras que não sei dizer, por não conseguir entender. Às vezes me sinto como um tolo, não sei controlar o que sinto, não sei desabafar. Toda vez que penso em você sinto algo que nunca sentir. É estranho, mas me recuso a me libertar de você. É estranho, mas é assim que eu me sinto, vagando no infinito silencioso que ninguém sabe que estou perdido.

Estranho é nunca esquecer o que seu olhar tentou me dizer. Eu quero viver um amor leve, mas eu não sei como segurar na sua mão e seguir. Eu não sei explicar o que sinto enquanto te desenho na mente e escrevo tudo isso.

Eu realmente não sei o que irei sentir quando te ver outra vez.

* Pra ficar ainda melhor escute a canção “It’s Too Late”.