FotoPoesia

Amontoado

Amontoado de amor e gatinhos.

Um por cima do outro,
tão pequenos e frágeis,
ao mesmo tempo fortes e valentes.
O nascimento nos faz acreditar
na força do amor.
Assim juntinhos
nesse amontoado
dá pra sentir
o quanto a gente se ama.

A bagunça começou.
O inesperado chegou.
Quando a família é grande,
o abraço alarga,
a paciência redobra,
às vezes vem com umas complicações,
é tanto reboliço e confusão,
mas no final,
as mãos sabem se abraçar,
o coração aprende a perdoar
e a alma se afoga
na bagunça de um amor
que não tem explicação.

Afinal de contas,
somos irmãos,
deixa eu apoiar a minha cabeça
em teu ombro,
deixa eu sentir o calor do seu amor.
Hoje o dia foi longo,
mas ao voltar pro lar
percebo que todo esse amontoado de amor
no qual chamo de família
é tudo que eu preciso pra continuar.